A Sociedade Recolectora

A Sociedade Recolectora

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

O Neolítico

         Agricultores e pastores

Há cerca de 12 000 mil anos verificaram-se grandes alterações no clima, as tempertauras médias subiram e os gelos recuaram para as zonas polares.Estas mudanças climáticas provocaram mudanças na fauna e na flora.Assim, iniciou-se uma nova era na história da humanidade-O Neolítico.Os seres humanos aprenderam a produzir os seus próprios alimentos, a construirem aldeias e a desenvolverem novas técnicas.

                      O Neolítico
O Neolítico é a Idade da Pedra Nova ou Pedra Polida.
No Neolítico houve o aparecimento da agricultura e da pastorícia.
As sociedades deixaram de ser recolectoras e passaram a ser produtoras.
No Neolítico iniciou-se uma economia de produção (já produzem os seus alimentos através da agricultura e da pastorícia).

    Onde surgiram pela primeira vez estas comunidades?
Estas comunidades apareceram pela 1º vez no Médio Oriente numa região chamada Crescente Fértil, entre os rios Tigre, Eufrates e Nilo – uma região fértil para a agricultura.


 
          Como surgiu a agricultura e a domesticação de animais?
Há cerca de 12 000 anos o clima tournou-se mais ameno.As mudanças no clima influenciaram a fauna e a flora.Apareceram novas espécies de plantas,como por exemplo as gramíneas.
Através da observação da queda das sementes na terra e da germinação que dava origem a novas plantas, os seres humanos ficaram a conhecer esse fenómeno natural. A descoberta da agricultura deu-se através de um processo muito simples que consistiu apenas na observação do fénomeno natural das sementes e através dessa descoberta foram percebendo que podiam produzir mais alimentos se lançassem as sementes para a terra e tratassem delas.
A partir desta descoberta vieram muitas outras incluindo a domesticação de animais. Os primeiros animais a serem domesticados foram: o cão, o carneiro, a cabra, o boi, o porco e o cavalo.
Então como é que s sociedades produtoras aprenderam a domesticar os animais? É fácil, por vezes nas suas caçadas retiravam as crias mais pequenas e fechavam-nas em cercas e currais que construíam. Ali alimentavam-nas e domesticavam-nas.
A partir dos animais conseguiu-se obter carne, leite, peles, lã e também ajuda para os trabalhos agricolas.
A agricultura e a pastorícia surgiram nos vales dos Grandes Rios do Próximo Oriente , numa região que ficou conhecida por Crescente Fértil.
Com tudo isto, o ser humano tornou-se sedentário, isto é, passou a permanecer durante longos períodos no mesmo local.

               A economia de produção

O ser humano a partir de todas as descobertas durante o Neolítico deixaram de ser apenas recolectores e passaram a praticar uma economia de produção.
A partir do momento em que o ser humano começa a produzir os seus alimentos passa a permanecer mais tempo no mesmo lugar.Era necessário esperar pelas colheitas dos produtos que semeavam e para além disso, como criavam os seus animais e cultivavam a terra, os alimentos nunca se esgotavam. Passaram de nómadas a sedentários – modo de vida em que o ser humano deixou de andar de local em local e passaram a permanecer num único.

         Qual o relacionamento entre a economia de produção e a sedentarização?

Com a economia de produção, produziam os seus alimentos através da agricultura e da pastorícia e por isso tinham de cuidar das colheitas e dos animais permanecendo mais tempo no mesmo local, tornando-se assim sedentário.

                     Progressos Técnicos
Na agricultura foram-se começando a produzir novos instrumentos, como: machados, enxadas, enxós, foicinhas, facas, martelos e mesmo arados em madeira.


- A técnica da Pedra Polida

Começaram-se a desenvolver novas técnicas e actividades. Entre essas actividades, destacaram-se:
        • A cerâmica: inicialmente usada para construir as paredes das casas, foi (após a invenção da roda de oleiro e dos fornos de argila) utilizada para produzir recipientes para armazenar cereais e líquidos.
        • A cestaria: os cestos eram feitos em palha, couro, vime e outras fibras naturais e serviam para armazenar e transportar produtos farinha e transportar produtos;
        • Metalurgia – técnica de trabalhar os metais.
        • A tecelagem - técnica que permitia produzir vestuário a partir de lã, do linho e do algodão, trabalhando em teares manuais.
        • A moagem de cereais: para produzir farinha para pão.
        • A roda: facilitou o tranporte dos produtos e foi aplicada na moagem e no fabrico de cerâmica, permitindo uma produção mais rápida e de melhor qualidade.


 
O Neolítico foi um período da História em que se deram muitas mudanças na vida do ser humano, por isso os historiadores chamaram a este conjunto de transformações revolução – a revolução neolítica.
A cerâmica, a tecelagem, a cestaria e a moagem eram trabalhos artesanais feitos, quase sempre, pelas mulheres. Estas desempenhavam um papel muito importante nas comunidades neolitícas.

                                  A Revolução Neolítica:
A revolução neolítica é o conjunto de transformações que se deu no Neolítico e que modificou a vida do Homem: a descoberta da agricultura e da pastorícia (economia de produção); o homem tornou-se sedentário; a invenção da roda e as técnicas artesanais.

                       A Formação de Aldeamentos

Com a agricultura e a domesticação de animais influênciou a vida das populações.
As comunidades começaram a viver junto dos campos que cultivavam, esperavam as colheitas e criavam gado.Ou seja, permanecia no mesmo local por longos períodos de tempo, com isto o ser humano passou a ser sedentário.
A sedentarização e o aumento da população devido ás melhorias da alimentação, levaram a que formassem os primeiros aldeamentos.
As casas dos agricultores eram construídas, umas próximas das outras, em terras férteis, junto de cursos de águas e com bons pastos.
As casas eram construídas com os materiais que havia na região. Podiam ser de pedra, madeira, em tijolo ou argila e eram cobertas de colmo (em palha).
Alguns aldeamentos tinham á sua roda muralhas para garantir a segurança das pessoas e dos rebanhos.
As primeiras casa tinham apenas uma divisão, no centro da casa encontrava-se a lareira e não havia móveis, o mobiliário que existia eram construidos do mesmo material da casa e eram fixos.
Os vestígios mais antigos de aldeamentos ficam em Çatal Huyuk (actual turquia) e em Jericó (actual Palastina).

- Reconstituição de Çatal Huyuk (Ásia Menor, actual Turquia).

                      
                  A diferenciação social
Dentro dos aldeamentos, cada pessoa exercia uma tarefa, as pessoas começaram a especializar-se numa determinada tarefa e trocavam os seus produtos por outros que necessitavam. Iniciou-se a divisão do trabalho, que se fazia por idade e por sexo.
Os anciões dirigiam a comunidade, tomando as decisões mais importantes, as mulheres trabalhavam nos serviços domésticos e na agricultura. Os homens caçavam e cuidavam do gado.
A função que cada um exercia determinava a sua importância na comunidade. Existia em cada aldeamento, agricultores, pastores, artesãos, caçadores, mas também sacerdotes e guerreiros que cuidavam da segurança da população.
Os aldeamentos dedicaram-se a algumas produções, de acordo com as riquezas da sua região e trocavam entre si os excedentes. Ou seja, isto levou que certas pessoas e algumas comunidades se tornassem mais poderosas que outras. No Neolítico, as pessoas começaram a desenvolver o conceito de propriedade e de acumulação de bens, de riquezas. Isto acontecia nos grupos de maior prestígio, como os guerreiros, os sacerdotes e os feiticeiros.

                    Cultos agrários e novas formas artísticas
O Neolítico ficou marcado por importantes transformações na vida dos seres humanos. Muitas destas transformações fizeram-se sentir, nas formas de arte e nas crenças. Foram desenvolvidos cultos relacionados com a fecundidade e a fertilidade da Terra e construiram-se importantes monumentos para o culto aos mortos e á força da Natureza.


                Os Ritos mágicos e as crenças no Neolítico
Na época do Neolítico, o ser humano aprendeu a produzir os seus próprios alimentos., mas continuava a depender da Natureza para poder viver. Assim, o ser humano sentiu necessidade de lhe agradecer. Mas como é que o ser humano passou a agradecer á Natureza? Eles começaram a prestar culto ás forças da Natureza como a Água, a Terra e o Sol. A abundância das colheitas e a fertilidade dos animais dependia da natureza, por isso a Deusa Mãe, que eles identificavam como a Terra era a principal divindade adorada pelas comunidades agrárias. A Deusa-Mãe também representava a união entre a Terra e a mulher e entre a fertilidade e a fecundiade de ambas.

- Deusa Mãe

                  As principais manifestações artísticas
As mais importantes formas de arte criadas pelo ser humano no Neolítico, foram estatuetas, amuletos e grandes construções, em pedra, conhecidos por megálitos.
Em várias descobetas encontraram-se muitas estatuetas de figuras femininas, reprsentando a Deusa-Mãe, que era símbolo da fertilidade da Terra, das mulheres e dos animais.
Muitas das obras deste período que mais impressionam pela sua monumentalidade, são os monumentos megalíticos. São construções formadas por grandes blocos de pedra que se dividem em quatro tipos:
        • os menires, grandes pedras isoladas colocadas ao alto;
        • os alinhamentos, grupos de monires colocados em linha ou em filas paralelas.
        • os cromeleques, conjuntos de menires colocados em círculo;
        • as antas ou dólmenes, construções com três ou mais pedras colocadas ao alto e cobertas por grandes lajes.

- Cromeleque de Stonehenge


- Alinhamento de Carnac


- Anta do Cercal


- Menir da Abelhoa

 
Cada um destes monumentos, tinha funções diferentes. Alguns historiadores, pensam que os menires e as antas seriam monumentos funerários, os cromeleques seriam locais de reunião das tribos e da prática de ritos religiosos e os alinhamentos estariam ligados ao culto da Natureza.
A construção destes monumentos tão grandiosos exigiu por parte das comunidades grandes esforços, mas também muitos conhecimentos técnicos.

- Túmulo de um Chefe

                         
             Para que serviam os monumentos megalíticos:
         - menires: serviam para o culto á natureza e monumento funerário.
         - alinhamento: servia para culto á natureza.
         - cromeleque: era o local de reunião de tribos, para a prática de ritos religiosos e culto aos astros e á natureza.
       - antes ou dólmenes: eram monumentos funerários para o culto de enterramento dos mortos.


2 comentários:

  1. muito bom este texto bem completo, me ajudara muito nos trabalhos e pesquisas .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. concordo contigo laura suas traquinagens diarias. ajudou-me mt para o meu trabalho

      Eliminar